5/10/2016 - IGREJA MISSIONÁRIA, TESTEMUNHA DE MISERICÓRDIA




    IGREJA MISSIONÁRIA, TESTEMUNHA DE MISERICÓRDIA

 

    As pequenas frases do Objetivo Geral da Igreja no Brasil condensam horas benditas descobertas e decisões apostólicas. Não basta decorar estas palavras. É preciso refletir e muito, sobre elas, explorando todas as riquezas que encerram.

    Assim é que a Igreja, por exemplo, decidiu: “evangelizar com renovado ardor missionário”. Para nos despertar agora, levando-nos a ver a urgência sobre a Nova Evangelização.

    Antes de mais nada urge fazer cada cristão ter consciência clara e fecunda de que todos temos a vocação missionária. Deus nos chamou para sermos Igreja e como Igreja, evangelizar o mundo: “Ide, fazei meus discípulos todas as criaturas”... Todo católico é missionário, pois para isso é que teve a graça de ser católico. De algum modo em algum lugar deve anunciar Jesus Cristo e criar meios e condições para que todos possam conhecer Jesus, amar Jesus, seguir Jesus e partilhar com outros a alegria de ser de Jesus.

    Para isso, antes de mais nada é preciso superar duas ideias falsas: primeiro, que missionários são apenas aqueles padres, aquelas freiras, aqueles leigos heroicos que deixam sua terra natal e cristã e vão evangelizar o mundo distante; segundo, que terra de missão é somente lá longe, onde a Igreja ainda não se instalou.

    Terra de missão é todo o planeta e missionários somos todos nós. É preciso implantar o Evangelho em todas as parcelas da humanidade, em qualquer ambiente ou lugar, convertendo corações, transformando estruturas, iluminando culturas, fazendo surgir uma nova humanidade, como diria o beato papa Paulo VI.

     É hora, pois de revisão de ideias e de atitudes com relação às missões. Todos temos missão. Embora poucos vão às missões... para revisar a maneira de entender a Missão e revitalizar a consciência missionária de cada católico, é bom insistir nas tarefas imensas que temos todos – pessoal e coletivamente, aqui e além-fronteiras.

     O Papa, por exemplo, em sua mensagem para o Dia das Missões, nos convida “a «sair», como discípulos missionários, pondo cada um a render os seus talentos, a sua criatividade, a sua sabedoria e experiência para levar a mensagem da ternura e compaixão de Deus à família humana inteira. Em virtude do mandato missionário, a Igreja tem a peito quantos não conhecem o Evangelho, pois deseja que todos sejam salvos e cheguem a experimentar o amor do Senhor. Ela «tem a missão de anunciar a misericórdia de Deus, coração pulsante do Evangelho» (Bula Misericordiae Vultus, 12), e anunciá-la em todos os cantos da terra, até alcançar toda a mulher, homem, idoso, jovem e criança”. Onde quer que haja um irmão afastado de Cristo, onde quer que Jesus possa ser conhecido, amado e seguido. Vamos ao encontro do outro! É a grande hora e vez do renovado ardor missionário! Sejamos testemunhas de Misericórdia!

 

 

                                           Pe. Manoel Cesar de Camargo Júnior



(Voltar)



  HOME PASTORAIS AGENDA EVENTOS NOTÍCIAS BIBLIOTECA DOWNLOADS CONTATO  


  Paróquia Santa Rita de Cássia © 2015 - Rua Bartolomeu de Gusmão, 333 - Vila Santana - CEP 18080-050 - Sorocaba - SP - Fone (15) 3231-3304