9/11/2016 - ADVENTO: EXPECTATIVA E REVISÃO DA IGREJA




ADVENTO: EXPECTATIVA E REVISÃO DA IGREJA

 

    As quatro semanas que precedem o Natal marcam o início do chamado ano litúrgico, porque a Igreja não divide o tempo em meses, mas em “mistérios” de Cristo: uma parte do ano, medita sobre sua vinda, sua encarnação; outra parte reflete e revive a Redenção no seu ponto alto, que é Morte e Ressurreição de Cristo; e o tempo restante põe-se à escuta do Cristo. Recorda os gestos, as palavras Daquele que passou pela Palestina, mas hoje está aqui, em Sorocaba, reunindo o seu povão nas várias igrejas, para a celebração da Liturgia.

    Advento é um tempo de expectativa. A imagem e semelhança da humanidade que viveu na esperança de um Salvador, a Igreja vive aguardando esse Salvador, que já veio, deixou um plano de vida eclesial para ser executado, e virá um dia, para encerrar a sua obram de maneira definitiva.

    Assim, nossa expectativa é diferente da dos judeus; nós temos um plano a executar. Nós temos uma tarefa a cumprir. E todos os anos redobramos nossos esforços para cumprirmos, cada vez mais, e melhor, aquilo que o Senhor nos confiou neste mundo.

    ADVENTO é pois, um tempo de revisão de vida e revisão de pastoral. Estamos começando mais um ano, mais um período de tempo que Cristo nos dá, a nós, construtores do seu Reino: como vai o Reino de Deus dentro de mim?... Como vai o Reino de Deus em minha comunidade? Como vai o Reino de Deus na cidade, responsabilidade nosso, individual e comunitária?

     No ADVENTO, tempo de expectativa e revisão, a Igreja nos põe em contato com grandes construtores do Reino de Deus. Isaías vai ser lido em todos os domingos: Isaías, o rico e nobre senhor que fez no seu tempo a opção preferencial pelos pobres, defendendo a sua causa: “Deus me enviou para levar uma boa nova aos pobres”, diz o profeta, com recado sério para nós.

    Como sempre, no Advento temos a figura de João Batista, o profeta corajoso, capaz de denunciar as injustiças e também de anunciar a salvação: “Depois de mim virá o que é mais forte do que eu; eu vos batizo na água, Ele porém vos batizará como Espírito Santo”. E Advento é também tempo de se olhar NOSSA SENHORA, aquela que disse: “Eu sou a Serva do Senhor”. E foi mesmo.

    Esses modelos devemos seguir, nós que esperamos a nova vinda do Senhor como quem arruma a casa para receber alguém ilustre: nós arrumamos o mundo, para que, na Segunda vinda, o Senhor perceba que não veio em vão, a primeira vez. Nem foi em vão que confiou em nós como colaboradores seus para a obra do Pai.

    Que a gente ouça a prece que a Igreja fará por todos nós, logo no primeiro Domingo do Advento: “Aproveite-nos, ó Deus, a participação nos vossos mistérios. Fazei que eles nos ajudem a amar desde agora o que é do céu e, caminhando entre as coisas que passam, abraçar as que não passam”!

 

 

                                           Pe. Manoel Cesar de Camargo Júnior

 



(Voltar)



  HOME PASTORAIS AGENDA EVENTOS NOTÍCIAS BIBLIOTECA DOWNLOADS CONTATO  


  Paróquia Santa Rita de Cássia © 2015 - Rua Bartolomeu de Gusmão, 333 - Vila Santana - CEP 18080-050 - Sorocaba - SP - Fone (15) 3231-3304