13/3/2017 - QUARESMA, PÁSCOA E ECOLOGIA




QUARESMA, PÁSCOA E ECOLOGIA


Estamos nos preparando para a Festa da Páscoa durante quarenta dias de escuta da Palavra de Deus, oração mais frequente e sincera penitência e conversão dos erros de nossa vida.

Quaresma é isso: preparação para a festa máxima dos cristãos – a Ressurreição.

Quando preparamos outras festas a gente cuida mais de casa, das roupas, das coisas. Aqui na Igreja, nós cuidamos é de nós mesmos. Porque a Páscoa de Jesus, sua ressurreição é coisa de todos nós. Trata-se de uma nova vida que Ele revelou e trouxe ao mundo, nova vida que Ele está vivendo em plenitude e nos comunicou em semente, na graça do Batismo. “Pelo Batismo, escreveu S. Paulo, nós fomos sepultados com Cristo na morte, para que, com Ele, vivamos vida nova”.

Então podemos dizer que na Quaresma a gente se prepara para festejar a Ressurreição de Cristo, imagem e garantia da nossa ressurreição que nós começamos no nosso Batismo. Quaresma é tempo de preparar a Festa de aniversário do nosso Batismo, seja qual for a data em que tenhamos recebido essa graça.

É por isso que a celebração principal da Semana Santa, que termina a Quaresma, é a Vigília Pascal (noite do sábado): renovação das promessas do Batismo dentro da Missa da Ressureição de Jesus.

O Batismo nos fez filhos de Deus, irmãos e irmãs uns dos outros: o Batismo nos faz santos. Por isso, Quaresma é tempo de penitência: a gente precisa pedir perdão, por não estar vivendo como santo. Precisamos rezar mais e ouvir mais a Palavra de Deus, já que somos seus filhos. E praticar mais a caridade, já que somos irmãos e irmãs.

Católico que leva a sério sua Igreja, na Quaresma reza mais. Não se CONTENTA SÓ COM A MISSA DE DOMINGO. Reza mais uma vez, fazendo a oração em grupo da Campanha da Fraternidade, participando de uma Via Sacra, de uma celebração da penitência. E que rara oportunidade para procurar um padre e fazer sua confissão pessoal, tranquila, frutuosa! Afinal a Quaresma é uma prática católica: por que não entrar nessa?

Quaresma é tempo de caridade: o Batismo nos fez irmão e irmãs. A quantas anda nossa fraternidade? A esmola de todos os tipos, a reconciliação e o perdão entre as pessoas, a dedicação aos necessitados, o auxílio às obras e instituições de caridade, tudo isso é expressão de quem leva a sério a revisão de vida de batizado.

Mas todos os anos a Igreja, no Brasil, nos aponta um campo especial de revisão para nosso amor ao próximo. O ano passado já foi no campo do cuidado com a nossa casa comum. Em 2015 o modo como pensamos e nos relacionamos em sociedade. Este ano, somos mais uma vez convidados a dirigir o nosso olhar para a ecologia, sobre o enfoque dos biomas brasileiros. “Bioma é formado por todos os seres vivos de uma determinada região, cuja vegetação é similar e contínua, cujo clima é mais ou menos uniforme, e cuja formação tem uma história comum. Por isso, a diversidade biológica é parecida”. Estamos organizando o mundo, como uma casa comum, respeitando o nosso meio ambiente?

O mínimo que a CF 2017 pode nos fazer de bem é levar-nos a conhecer melhor o vasto campo da beleza da criação e dela cuidarmos com muito carinho, defendendo nossa casa comum.



                            Pe. Manoel Cesar de Camargo Júnior



(Voltar)



  HOME PASTORAIS AGENDA EVENTOS NOTÍCIAS BIBLIOTECA DOWNLOADS CONTATO  


  Paróquia Santa Rita de Cássia © 2015 - Rua Bartolomeu de Gusmão, 333 - Vila Santana - CEP 18080-050 - Sorocaba - SP - Fone (15) 3231-3304